O QUE NÃO SABEMOS NÃO EXISTE.
"Quando Creonte lhe diz “tu és a única, em Tebas, a defender tais opiniões”, Antígona responde com grande lucidez:
"-TODOS OS QUE ME OUVEM OUSARIAM CONCORDAR COMIGO SE O MEDO NÃO LHES FECHASSE A BOCA."
Pensar sempre foi considerado conspiração. Este blogue é parte do inadiável processo de novas escolhas na minha permanente ressonante infinita faxina espiritual. Nosso mundo é o que supomos conhecer, bendita Internet. Perceber e compreender faxinando os programas de jogos de memórias escravagistas que estão milenarmente sabotando a sanidade de nossas existências é a nossa única saída... Nada, religião alguma, lei alguma substituirá a consciente responsabilidade (100%) dos julgamentos, escolhas e decisões de cada um de nós. Ninguém virá nos salvar da escravidão... Só podemos escolher entre o medo catabólico e a gratidão anabólica ao afeto incondicional. Onde há amor não há perdão. A verdadeira maravilhosa revolução é intrapessoal, urgente e intransferível. Nós somos os deuses amorosos pelos quais temos esperado. Somos almas. Mantenhamo-nos na vibração da fé no afeto incondicional, todos os espíritos corações e mentes estamos interconectados na Teia Cósmica.
"O SISTEMA" É PSICOPÁTICO, ALIENÍGENA, INUMANO, MISÓGINO, PEDÓFILO, ANTROPOFAGICAMENTE CORRUPTO E ESCRAVISTA POR NATUREZA. SÃO "DIABÓLICOS". TODAS AS UTOPIAS HUMANITÁRIAS SÃO CONCESSÕES TÁTICAS DENTRO DA MILENAR ESTRATÉGIA ESCRAVAGISTA.
http://www.artmajeur.com/aldoluiz/
Em tempo; amanajé ré significa mensageiro amigo em tupi guarani.

Compartilhemos

Share |

segunda-feira, 31 de maio de 2010

H1N1 QUANDO AS ABELHAS NÃO MAIS EXISTIREM...



Alguns vídeos que coloquei em postagem anterior sobre o HAARP foram eliminados... Quem os eliminou, quem os censura?  Invisível nas sombras da pirâmide que nos oprime, o quarto reich avança sua agenda.

O ministério da saúde, servil aos seus senhores da OMC/OMS, longe das necessidades reais do povo, contratou centenas de terroristas vende pátria para desmoralizar os blogues e sitios que esclarecem o população já confusa e desinformada do mal que lhes causam em morte lenta e desapercebida as vacinações desnecessárias e os remédios dos remédios dos remédios da farmáfia & planos de saúde escudados na midiocrática cumplicidade que nos encarcera no labirinto do nada para eugenia e holocausto.

Passou por aqui um desses ANÔNIMOS, sem rosto e sem alma que desejou minha morte. "Não tome a vacina H1N1, assim serás menos um maluco no mundo."
Sobreviverão esses anônimos para gastar seus trinta dinheiros quando as abelhas já estiverem mortas?



Ontem foi noite limpa de lua cheia sobre o Rio de Janeiro, derrepente a lua foi cortada ao meio por um rastro de fumaça branca  e densa, um "chemtrail", um rastro químico...
Os pilotos ficam mudos, não sabem de nada para não perderem seus empregos.

Quando as abelhas morrerem...

Não sei como eles pretendem escapar da morte prematura, lenta, insuspeita e dolorosa depois de tomar vacinas com mercúrio, obturações com mercúrio em crianças e adultos, mercúrio, no ar, na terra e no mar...  "Sprays" com mercúrio e outros venenos como organofosforados  nos céus do Brasil e do mundo e nós aqui embaixo cada vez mais doentes de tudo. Nunca se falou tanto a palavra CÂNCER como nesses últimos dez anos.

AutismoAlzheimer ("é a forma mais comum de demência. Esta doença degenerativa, até o momento incurável e terminal, foi descrita pela primeira vez em 1906 pelo psiquiatra alemão Alois Alzheimer, de quem herdou o nome. Esta doença afecta geralmente pessoas acima dos 65 anos,[1] embora seu diagnóstico seja possível também em pessoas mais novas.")
Tenho visto muitos jovens já com sintomas, desatenção e perda de memória, é uma tragédia dissimulada pela medicina oficial sustentada pela midia escravocrata.  Dessa incompetência, dentro de minha própria família tenho exemplos ainda vivos.



O petróleo do mundo, da privada inglesa British  Petroleum, vaza no no Golfo do México há quarenta dias sem que se tome qualquer providência conseqüente. Vão destruindo nossas vidas... Para a nova ordem mundial, ex globalização, somos apenas "peças" excedentes, descartáveis, sem valor de troca entre as senzalas das casas grandes do mundo.

Religue-se à sua humanidade, não entregue a condução de sua vida a uns poucos, somos bilhões mantidos na ilusória desunião em favor desses poucos. Eles querem nosso extermínio enquanto assistimos lixos e copas em nossas resplandecentes HDTVs.

Quando as abelhas morrerem e a monsanto nos propuser seu cancerígeno fast food transgênico como salvação para nós e nossa família será tarde demais para reclamarmos do mundo assistindo o fantástico show da vida.

Não é preciso ir para a rua quebrar nada, nem lutar uns contra os outros, basta não dar suporte ao sistema que nos oprime e explora para benefício próprio, ele é que precisa de nós, pense nisso.

Nos iludem secularmente e nós escolhemos "o que eles querem que escolhamos".
Para ele cair basta não darmos ouvidos às suas doutrinações de escassez,  medo e terror do seu semelhante não aceitando suas desnecessárias e ilusórias imposições divisionistas em mentiras de desamor que nos mantém uns contra os outros prisioneiros do medo e do nada longe da libertadora verdade infinita.

Os "big brothers" só existem porque nós o aceitamos e o assistimos... Pense bem nisso.

Está na hora do Brasil acordar para o fato de que as autoridades da saúde daqui e do resto do mundo, obedientes às impostoras OMC/OMS, (com exceção talvez do extinto governo Polonês), não estão trabalhando no melhor interesse da humanidade. A depopulação programada pelo império é o que está garantindo a manutenção dessas "válvulas abertas", há um objetivo maior. 

A mente aberta está nos desafiando. Comece a grande mudança do mundo agora por você mesmo. Pesquise, pesquise, pesquise...
Sou grato, te amo.

sábado, 29 de maio de 2010

Que seria de nós sem esta bendita internet?



No blogue Ecocidio

"O neto de Jacques Cousteau, Philippe Cousteau Jr, juntamente com Sam Champion do Good Morning America, mergulha no Golfo do México – local do acidente ambiental causado pelo colossal vazamento de petróleo – e registra cenas impressionantes.

Apesar de não registrar o vazamento em si, pois somente a British Petroleum obteve o direito de gerar imagens, Philippe Cousteau nos mostra exatamente o contrário de que a mídia mainstream vem falando – enquanto a mídia e o governo americano, corroborados por seus “experts” afirmam que os dispersantes químicos eliminam o petróleo – as imagens mostram exatamente o contrário. Os dispersantes aglutinam o petróleo, quebrando em pedaços menores. Mas a combinação dos dispersantes com o petróleo transforma tudo em uma sopa química que é mais perigosa do que o próprio vazamento. E ainda tem mais… diferente do petroleo em si, que vai para a superfície, a sopa química causada pelos dispersantes está atingindo profundidades cada vez maiores, de forma que a sopa poderia atingir correntes oceânicas, e aí sim, espalhar o terror pela fauna e flora marítima de muitíssimas outras localidades.
(...)"

O vídeo está em inglês, sem legendas, mas as imagens já dizem tudo.



O maior produtor de oxigênio do planeta é o MAR.

Este "desastre", "acidente ambiental" modelo "false flag" da escola dos bushs/clinton 911 World Trade Center, agora obama/bush/clinton, expõe a permanente e "invisível" Inglaterra via sua British Petroleum. Secular Inglaterra, a verdadeira "dona dos mares", dos EUA e do mundo por eles escravizados pela infame e genocida New World Order e seus banqueiros com sua inabalável midiocracia mundial com implicações terríveis sobre a saúde do planeta e holocausto dos ingênuos humanos nesse estado de permanente catatonia midiocrática.

Mais terrível do que estamos vendo é o que não é visto e é negado, em forma de vapores e substancias outras insolúveis e indestrutíveis entre metais pesados e experimentos em combinações, todas aterradoramente venenosas para tudo o que é vivo. Incalculável extensão da destruição do sistema vida. Não é uma teoria, está acontecendo exatamente agora diante de cada um de nós. Para isso é importante tanta distração em competições entre todos mobilizando nossa atenção permanentemente. Aqui entre nós, pintam as ruas enfeitando o país em verde e amarelo e assim esquecem do mundo real onde suas vidas estão sendo manipuladas pela casa grande como "peças", antes vendidas, agora descartáveis.


A depopulação programada pelo império é o que está garantindo a manutenção dessas válvulas abertas, há um objetivo maior. 

Não querem fechar válvula alguma, pergunte aos bill gates, aos kissingers, aos rockfellers... Holocausto e eugenia. As mortes serão lentas e dolorosas, tal como as vacinas e toda esta alimentação processada industrialmente enchendo os bolsos da farmáfia e seus planos de saúde antes do fim desejado.

Mais de oitocentos campos de concentração estão já construídos nos EUA, além milhões de caixões de plásticos estocados. Querem reduzir, enquanto assistimos TV e comendo compulsivamente o “prático” lixo alimentar que nos empurram. Uma insuspeita matança de forma lenta e silenciosa de seus excessivos senzalados com o eufemismo de “terrível acidente”.

Não são previdentes estes nazistas sionista no alto da pirâmide do poder do mundo que nos oprime, e que agora querem nosso extermínio em “eugenia” genocida para sua nova ordem mundial?



Os experimentos da BRITISH PETROLEUM com produtos para dissolver o óleo em combinação com óleo tornam a atmosfera irrespirável. O pescador está doente como se tivesse fumado tres pacotes de cigarro por dia ao longo de sua vida; e ele nunca fumou... 


Penso ser importante o registro desses casos de evidentes descasos, mesmo que não sejam postados por outros. Esses "desastres" são como o "vírus" terrorista espalhado mediante a genocida vacinação em massa, a serviçal mídia que acoberta a nova ordem mundial certamente acusará de terroristas os que fizerem campanha contrária e acusações. Dirão que pessoas sensatas não devem dar ouvidos a "terroristas" e a fanáticos cristãos que suspeitam de conspirações contra a humanidade. E quando uma toda poderosa inglesa, "sensata" e experiente British Petroleum faz corpo mole para estancar este desastre e qualquer um que ainda pense e se pergunte como uma poderosa tecnologia desse porte não tem recursos para fechar uma simples válvula na imensidão de complexidade que é a exploração de petróleo no fundo do mar?  
A mente aberta está desafiando o que nos mantém escravos presos no nada, longe da criadora verdade infinita. Comece a grande mudança do mundo agora, por você mesmo. Os fatos estão aí para quem quiser pesquisar fora das imposições da matrix.
Não dê suporte nem coopere com a NWO, pesquise, pense, pesquise e conclua com suas próprias idéias.

P.S. Que seria de nós sem esta bendita internet? "Nunca se esqueçam que tudo o que Hitler fez na Alemanha foi dentro da lei."  Mather Luther King

http://www.brasschecktv.com/page/855.html

BP sabia dos riscos e continuou operando poço
Sinto muito, me perdoe, te amo, sou grato.

sexta-feira, 28 de maio de 2010

DENUNCIA: Fábrica de vacinas do Instituto Butantã ainda não produziu uma dose sequer de vacina

Confirmado: fábrica de vacinas do Butantã não funciona Instituto não fabrica uma dose sequer de vacina da gripe comum ou H1N1
Em diligência no final da tarde de ontem (26/5), os deputados do PT, Antonio Mentor (líder da Bancada do PT) e Fausto Figueira (presidente da Comissão de Saúde e Higiene), foram ao Instituto Butantã para apurar a denúncia de que a fábrica de vacinas da gripe comum e H1N1 do local não funciona. Recebidos pelo diretor Otávio Mercadante, houve uma conversa preliminar para entrega de ofício solicitando informações, mas, na ocasião, já foi confirmado pelo diretor que a fábrica não está operando.
Reinaugurada várias vezes pelos sucessivos governos tucanos, conforme constam em notícias publicadas por jornais desde outubro de 1999, a fábrica de vacinas do Instituto Butantã ainda não produziu uma dose sequer de vacina da gripe até hoje.
“Em várias ocasiões, saíram matérias assim na imprensa: ‘mês que vem a fábrica começa a produzir a vacina para dengue’, depois repetiam a mesma história em outro mês. É inaceitável o Butantan não fabricar vacina”, critica Mentor. Segundo o parlamentar, o diretor confirmou que o instituto apenas envasa as vacinas, e não as fabrica.
A produção de vacinas estava prevista para iniciar a produção em 2005, foi adiada para setembro de 2008, passou para março de 2009, depois para setembro, dezembro, março de 2010 e, agora, setembro de 2010. Em 2006, diversos funcionários foram contratados para a produção de vacinas, contudo tiveram de ser realocados para outros setores, tendo em vista que as vacinas não estavam sendo produzidas.
Prejuízos
Os parlamentares relataram denúncias de que diariamente centenas de milhares de ovos de galinha que deveriam servir para fabricação de vacinas da gripe vão para o lixo. Segundo Mentor, ao menos 160 mil ovos chegavam a ser entregue por dia. “Isso pode ter causado grandes prejuízos para o instituto”, alerta o líder da bancada.
Os deputados também questionaram sobre as denúncias de que 14 milhões de doses da vacina H1N1 foram jogadas fora por contaminação durante o processo de envase e que dois lotes da vacina da gripe comum foram inutilizados por não passarem no teste de pirogênio (teste do sistema de água WFI).
Fausto Figueira explicou que também estão sendo aguardadas informações sobre os problemas que ocasionaram o incêndio do último dia 15; números da produção de vacinas de dengue, hepatite B e leishmaniose.
O diretor do instituto, Otávio Mercadante, disse que discutirá o caso com o secretário estadual de Saúde, Luiz Roberto Barradas Barata, e prometeu dar uma resposta rápida do porquê a fábrica não está operando.

Assessoria de Comunicação
Liderança do PT na Assembleia Legislativa de SP
11 3886 6442
imprensa@ptalesp.org.br
www.ptalesp.org.br
twitter/ptalesp
Editado(a) por Oni Presente em 27.5.10

OUTRA INFORMAÇÃO

Morre ex-deputado Antônio Francisco

23/5/2010

Segundo a família, ele já estava com complicações e teria passado mal no muninípio de Itaporanga depois de tomar a vacina contra a gripe Influenza A (H1N1)
O ex-deputado Estadual Antônio Francisco faleceu no final da tarde deste domingo, 23, por volta das 17 horas no Hospital Primavera em Aracaju. Segundo a família, ele já estava com complicações e teria passado mal no muninípio de Itaporanga depois de tomar a vacina contra a gripe Influenza A (H1N1).

A família aguarda a chegada do corpo em Itaporanga para realizar o velório na casa do ex-deputado. O enterro será realizado nesta segunda-feira, 24, às 17 horas no cemitério municipal. O Hospital Primavera informou que irá divulgar mais informações sobre o falecimento do ex-deputado na manhã desta segunda-feira.

Antonio Francisco é um dos envolvidos na morte do deputado Joaldo Barbosa em janeiro de 2003.

Matéria corrigida às 21h17 para mais informações

Portal Infonet
Foto: Arquivo Infonet
 fonte 
http://www.clicksergipe.com.br/blog.asp?pagina=2&postagem=11206&tipo=cidade#topo

Penso ser importante o registro desses casos, mesmo que não sejam postados por outros. Se o vírus for espalhado mediante a vacinação, a mídia certamente acusará os que fizeram campanha contrária. Dirão que pessoas estarão morrendo com gripe A, por terem dado ouvido a "terroristas" e a fanáticos cristãos, como li em uma matéria  abjeta hoje.
A mente aberta está desafiando o que nos mantém escravos presos no nada, longe da criadora verdade infinita.
Comece a grande mudança do mundo agora, por você mesmo.


P.S. Que seria de nós sem esta bendita internet? "Nunca se esqueçam que tudo o que Hitler fez na Alemanha foi dentro da lei."  Mather Luther King

Se quiser saber mais H1N1...


http://infinitoaldoluiz.blogspot.com/2010/05/e-o-silencioso-genocidio-continua.htmlSinto muito, me perdoe, Te amo, sou grato.

quinta-feira, 27 de maio de 2010

PEGUE SEUS ÓCULOS, ELES VIVEM...









Mais uma copa do mundo se aproxima e todas as mazelas passam aos planos de fundo.
Pra frente Brasil, salve a seleção... O Brasil é a união pra frente da TV e de costas para si mesmo. A agenda segue incólume. A virulenta (velhíssima) nova ordem mundial escravagista com sua midiocracia mundial exulta com o sucesso de seus programas de alienação encobrindo sua real atividade.  Não há canto do mundo onde não haja uma câmera e um aparelho de TV ligado. Nada ou ninguém parece poder ou querer desliga-los mais. Tornou-se o "crack" eletrônico, devastador. Rola a bola. Corações e mentes se dissociam sem se darem conta. Quando a realidade parece ficção e a ficção se confunde com a realidade não seria melhor colocarmos os óculos da verdade sobre nossa existência? Não creio em bruxas, mas que elas existem existem... Este filme é de 1988, não parece 2010?
E assim vão "preparando" nossos corações e mentes gota a gota...

Sinto muito, sou grato...

DIREITOS HUMANOS – ANISTIA INTERNACIONAL DENUNCIA OS ESTADOS UNIDOS E ISRAEL.


CAIU A MÁSCARA, MAIS UMA VEZ, DOS FALSOS DEMOCRATAS.
INFORME 2010 da ANISTIA INTERNACIONAL destacou a forma deliberada como os Direitos Humanos são desrespeitados pelos Estados Unidos e a forma intencional como as violações praticadas são ocultadas, especialmente aquelas praticadas pela CIA (Agência de Inteligência) americana.

O relatório da ANISTIA é claro ao afirmar que os americanos possuem uma regra de conduta para os outros, enquanto que para si e os aliados, reservam o direito de não respeitar os Direitos Humanos.

Barack Obama não conseguiu fechar Guantánamo, por lá ainda estão 181 presos, muitos sem uma formalização de culpa e sem direito a qualquer defesa. A fraqueza de Obama, e a força dos reacionários e arbitrários integrantes das forças militares e de segurança dos Estados Unidos ficam bem caracterizadas quando a ANISTIA publica um trecho de relatório da Comissão Militar do Pentágono, que em seu “manual’ afirma: ”mesmo que uma pessoa seja absolvida, o governo dos Estados Unidos se reserva o direito de mantê-la presa por tempo indeterminado”. É de fazer “corar” qualquer regime ditatorial.

O relatório afirma ainda que os Estados Unidos manipula as leis de direito internacional, de forma a preservar seus aliados.

Segundo a Anistia Internacional, os Estados Unidos e seus aliados na Europa, impedem que Israel seja obrigada a prestar contas por suas ações em Gaza. Israel invadiu e devastou a região, matou mais de 1200 pessoas, entre elas uma centena de crianças e faz um bloqueio criminoso contra a população daquela região, impedindo inclusive que uma eficiente ajuda humanitária lhes seja oferecida.

Vejamos agora se os editoriais dos “jornalões” que integram a Mídia Mascarada e Mentirosa, vão ter coragem de condenar os americanos e os israelenses pelos flagrantes desrespeitos colocados à mostra.

O terroismo de Estado praticado por Israel é tolerado e acobertado. 


Nota do infinito
Hoje em dia temos que separa bem as coisas, este Israel é o Israel sionista, não o pacífico Israel judeu.


 veja também 

http://infinitoaldoluiz.blogspot.com/2010/05/dajjal-removendo-deus-da-equacao.html

http://infinitoaldoluiz.blogspot.com/2009/11/prefeririam-ficar-sem-as-palavras-do.html


Sou grato ao http://007bondeblog.blogspot.com/

quarta-feira, 26 de maio de 2010

Legalidade: o pronunciamento na Câmara

Legalidade: o pronunciamento na Câmara

Falei, há poucos minutos, na tribuna da Câmara e transcrevo, abaixo, as notas taquigráficas da minha fala. Daqui a pouco coloco o vídeo.
O SR. BRIZOLA NETO (PDT-RJ. Pela ordem. Sem revisão do orador.) – Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, a base da democracia é o voto de cada brasileiro. A eleição tem que ser decidida nas urnas, não nos jornais, não na televisão e nem na Justiça. A eleição é a hora de o povo falar diretamente. Aquelas instituições não têm o direito de se substituírem ao povo, nessa decisão, como nós Deputados, não o temos.
Assistimos a um processo eleitoral que está sendo levado pela mídia e pela Oposição, não às ruas, mas aos tribunais. O Presidente Lula está quase que proibido de falar o nome de quem apoia.
As pesquisas dizem que metade dos brasileiros deseja votar no candidato do Presidente, mas a Oposição e a imprensa pressionam todo dia o Poder Judiciário para que o proíba de falar. Proíba, para ocultar ao povo que sua candidata éDilma, enquanto José Serra desfila como lulista.A farsa depende do silêncio.
Ora, senhoras e senhores, manifestar preferência não é pedir voto. Nós, aqui nesta casa, também somos agentes públicos. Não podemos usar nossos gabinetes, nossas cotas, os serviços pagos com dinheiro público para pedir votos.
Isso está correto, corretíssimo.

Mas imaginem se fôssemos impedidos até de falar o nome de quem apoiamos. Somos agentes públicos e agentes políticos, tanto que só podemos estar aqui, como também só pode estar lá o Presidente, se filiados a um partido político.
Quem está proibido de preferência partidária são os membros do Judiciário e os que atuam junto a ele, como a Procuradoria da República. Eles têm o dever da prudência e do equilíbrio, até para não tumultuarem as eleições. Ontem, uma Vice-Procuradora deu entrevista à
Folha de S.Paulo em que,ao menos no que foi publicado, ameaça de cassação a candidatura Dilma.
Hoje, na mesma
Folha de S.Paulo, o Sr. Roberto Jefferson anuncia o expediente, expressamente proibido em lei, de entregar ao candidato Serra o horário de TV do PTB, como fez e está fazendo ainda o DEM, sem que o Ministério Público tenha sequer reagido.
Há dois pesos e duas medidas? Mais rigor da lei para uns e nenhum para outros?

Nós vamos reagir com serenidade, pacifica e legalmente. Os democratas e patriotas deste País vão se unir a uma campanha pela legalidade como a que fez Brizola em 1961. Ninguém vai decidir em quem o povo pode ou não pode votar.
Não ao golpe eleitoral! Não ao tapetão judicial!
Eleição se ganha é no voto.
Obrigado, Sr. Presidente.

terça-feira, 25 de maio de 2010

Petróleo – Eles estão mudos

 Petróleo – Eles estão mudos


Os partidos políticos, as centrais sindicais, os movimentos sociais e a mídia precisam se manifestar e se posicionar para garantir que a riqueza obtida com a exploração do petróleo na camada do pré-sal fique, de fato, no Brasil. A omissão agora, no momento em que está tramitando no Senado o marco regulatório, é crime. Vale registrar que a nova lei do Lula já foi totalmente modificada no Congresso Nacional e, por sinal, para pior, muito pior. As emendas apresentadas são extremamente nocivas. A pergunta que se faz hoje é: você quer entregar o petróleo para quem, para as multinacionais ou quer fazer com que o Brasil enriqueça com a sua exploração? Não existe um terceiro lado. Chegou a hora de marcar posição e ir para as ruas
Muita gente só tem olhos para a eleição, principalmente a disputa pela presidência. É verdade que alguns partidos, centrais e movimentos sociais apoiaram o projeto dos movimentos sociais, que propõe uma Petrobrás 100% estatal e pública, a volta do monopólio, o fim dos leilões da ANP e a revisão dos já realizados. Isso é um avanço, mas é pouco frente aos interesses de grupos internacionais, representados no Brasil por políticos entreguistas.
Há pouco tempo, o governador Sérgio Cabral puxou um movimento em defesa dos royalties chamado “Covardia contra o RIO” e que movimentou o Rio e o Brasil, tendo repercutido até no Congresso Nacional. Foi uma resposta a emenda do deputado gaúcho Ibsen Pinheiro, que propôs distribuir os royalties para todos os estados e municípios brasileiros, discriminando, porém, os estados e municípios produtores. Agora, que a ameaça é a dos gringos levarem o nosso petróleo, ninguém fala nada!
Nós, da Campanha o Petróleo Tem que Ser nosso! achamos que eleição é muito importante, porque vai decidir o destino do país nos próximos quatro anos. Mas sabemos que tratar do tema petróleo hoje significa discutir o Brasil para os próximos cinqüenta anos. Já podemos imaginar o Brasil sanando todos os nossos problemas sociais, principalmente os da nossa população pobre, acabando com a miséria de nosso povo sem que para isso seja necessário pedir um centavo emprestado a organismos financeiros internacionais. Tudo com dinheiro do petróleo, principalmente do pré-sal.
Aliás, os políticos dizem defender prioritariamente os mais necessitados, parafraseando Jesus Cristo, que fez, de fato, a opção pelos pobres. Lula representa como ninguém o Brasil lá fora, mas quando chega a hora de defender nossos próprios interesses, a história é outra. No marco regulatório do petróleo, por exemplo, apesar de superar a lei entreguista de FHC, o governo só garante aos brasileiros 30% das reservas do pré-sal. Os outros 70% vão ser abocanhados, melhor dizendo, surrupiados pelas multinacionais. Como diz o ator Paulo Betti em nosso filme da campanha do petróleo: “achamos um tesouro em nosso quintal e vamos entregar…”
Acreditamos que a sociedade vá se levantar contra esse entreguismo. Isso porque, na década de 50, quando não existia televisão, internet e nem havia certeza da existência de petróleo no Brasil, o povo foi às ruas e organizou o maior movimento cívico que esse país já vivenciou. O movimento “O petróleo é nosso!” foi responsável pela criação da Petrobrás e estabeleceu o monopólio estatal do petróleo.
A Petrobrás fez a sua parte. Entre tantos êxitos desenvolveu tecnologia inexistente no mundo e descobriu o pré-sal. Será que toda essa luta de nosso povo seria para depois entregar, de mão beijada, o nosso petróleo aos gringos?
Muito estranho o silêncio, principalmente dos partidos políticos, das centrais sindicais e dos movimentos sociais. Grande parte da mídia sempre agiu assim, contra os interesses nacionais e, portanto, não é de estranhar sua omissão hoje. Só para refrescar a memória: a imprensa nacional aliou-se à ditadura militar, foi a principal articuladora da candidatura Collor, que se revelou um grande farsante e escondeu o quanto pode o movimento das Diretas Já!
Parece que o Brasil, em detrimento de nosso povo, assumiu definitivamente a condição de quintal do mundo. Daqui já levaram todas nossas riquezas naturais, o petróleo é só mais uma. Vamos continuar a ser o país do futuro!
(*) Texto publicado originalmente na Agência Petroleira de Notícias.

Fonte 
http://www.fazendomedia.com/?p=3883

A Histórica Eleição de 2010 e as Ameaças a República

Divulgue este selo

A Histórica Eleição de 2010 e as Ameaças a República

A campanha política deste ano de 2010 está eletrizante, o engajamento parece que aumentou.
De verdade que será uma das mais importantes eleições da história do Brasil em décadas.
O momento histórico proporciona um amadurecimento político suigeneris, nesta eleição presidencial ocorre algo novo, onde a população poderá entender o processo de um ponto de vista muito mais construtivo, poderá comparar duas vertentes políticas e sua forma de governar (comparando o DEM+PSDB+FHC e PT+LULA), muito mais que visualizar candidatos personalistas.
Isto é sinal de evolução política, desenvolvimento cultural da nação.
Poderá comparar governos recentes e seus resultados, enfim, suas linhas políticas.
Agora, aqueles que sempre dominaram o antigo jogo político da manipulação personalista estão desesperados, estão apelando para saídas não convencionais e anti republicanas.
Golpe sempre vem de quem esta perdendo o jogo ou acha que pode ganhar muito mais rasgando as regras do jogo.
A oposição, aquela da direita dura, seguramente deve estar pensando nisto, assim como as empresas privadas de comunicação (Partido da Grande Mídia), os quais estão em decadência econômica também.
São os que estão vendo seu poder e ganhos diminuírem.

Não nos esqueçamos do que está em jogo, o Pré-Sal (que pode ser entregue para eles mesmos ou vendido com comissão), a própria Petrobrás (4ª empresa do mundo), a CEF, BB e BNDS (que tem valores de venda enormes), além de que as finanças públicas estão saneadas (com grande potencial para novos endividamentos e jogadas financeiras), temos reservas internacionais expressivas que podem servir a jogadas especulativas em benefício de clientes escolhidos.
Tudo isto não é pouco, se imaginemos uma associação aos grupos empresariais dos EUA que quase faliram, seria um maná para os neocons, os golpistas teriam apoio fácil, e lembremos que o golpe de 64 foi armado e conduzido por um governo Democrata na Casa Branca.
O modelo de rompimento já foi testado e provado, com golpes pré ou pós eleitorais, com base jurídica via Suprema Corte e ou via Parlamento, com apoio da grande mídia e cobertura internacional, foi assim na Venezuela, Honduras, Geórgia entre outras.

A estratégia está andando, basta ver a instabilidade social que a grande mídia está forjando, o acirramento dos conflitos políticos e a judicialização do processo.
Devemos ampliar a consciência do jogo que se está armando, para interromper a construção do ambiente propício, é disto que se trata o atual momento político.

Mas um golpe de luva, via TSE, ainda pode ser viável.

Defender a democracia e a pequena evolução que este governo gerou é URGENTE.
Mesmo Lula tendo feito um governo com um perfil de centro-direita e super conciliador, os ganhos mínimos que foram proporcionados a grande massa de brasileiros da base da pirâmide social são intoleráveis para a minoria conservadora.

A articulação já está em marcha, vão querer derrubar a Dilma e o governo de conciliação que ela representa.
Os sinais estão por toda a parte, e estão sendo fomentados pela mesma mídia privada que estimulou a quartelada de 64.

A estratégia golpista mais elaborada seria uma impugnação das duas candidaturas, Serra e Dilma, assim salva-se a cara, e daí sai o Aécio Neves (PSDB) como o candidato da conciliação, como foi o seu avô décadas atrás.

Seria um golpe mais sofisticado, mas ainda assim um golpe contra a democracia.

É a estratégia ultra conservadora, estão com muito medo de perder no voto novamente, a solução passa por destruir a eficiente estratégia de toda uma aliança de forças que Lula montou para seu governo e vinculou a candidatura Dilma.

É torpedear o jogo democrático.

Os preparativos estão adiantados, e o momento propício é o da distração nacional na Copa do Mundo de Futebol.

Brasileiros nacionalistas e democratas, a hora é grave, a democracia nacional ainda anda a perigo, o momento é de atenção e ação, a manutenção do curso eleitoral, a disputa no voto depende do bloqueio de possíveis golpes na república, estejamos vigilantes.

Veja também 

O “jurista” Jefferson anuncia a burla à lei. E…nada

domingo, 23 de maio de 2010

H1N1 / O MINISTÉRIO DA SAÚDE "INFORMA"

REPRODUZO ESTAS POSTAGENS IMPORTANTÍSSIMAS PARA A NOSSA AVALIAÇÃO E DOS QUE QUEREM SE INFORMAR FORA DOS DITATORIAIS DOGMAS E PARADIGMAS IMPOSTOS PELA OMC E OMS AOS GOVERNANTES DO PSEUDO MUNDO LIVRE. 
O GOVERNO DA POLÔNIA OUSOU LIBERTAR-SE DESSE JUGO E FOI EXTINTO DA FACE DO PLANETA. 

Mercenários do Ministério da Saúde tomam conta da internet

O ministério da saúde contratou dezenas de pessoas para invadirem blogs e redes sociais tais como orkut e facebook, com o intuito de divulgar as desinformações do ministério da saúde e tentar desmentir quaisquer verdades que sejam ditas on-line. Alguns deles assinam como representantes do ministério da saúde, como esta fernanda.scavacini@saude.gov.br, e outros tentam se passar como pessoas comuns.
Em maio de 2009 o Ministério da Saúde já havia contratado 8 pessoas especialmente para "responder boatos na internet sobre a gripe suína" em cerca de 400 blogs e redes sociais como orkut e twitter. Mais recentemente eu lí uma notícia de que mais pessoas haviam sido recrutadas para despejar desinformação na internet, mas n
ão consegui achar mais a fonte de tal notícia. Se você souber, por favor informe através dos comentários.

"Com a divulgação de que a vacina contra H1N1 poderia causar resultados falso-positivos em testes para detectar o HIV (entre outros), veio a tona o que o Ministério da Saúde vem tentando negar desde o começo desta campanha de vacinação: nem eles sabem os possíveis efeitos adversos que esta vacina pode causar.

Na Nota Técnica Nº 02/2010 (GGSTO/DIDBB/ANVISA) pode-se ler:
Considerando que:

2. A produção industrial de vacinas contra influenza pandêmica A (H1N1) tem sido realizada de forma acelerada, com a utilização de novas tecnologias de produção e adjuvantes, por tratar-se de uma pandemia e de uma situação de emergência em saúde pública, não havendo, atualmente, dados disponíveis sobre todos os efeitos adversos possíveis.

Deste parágrafo da nota, podemos tirar duas conclusões que expõem várias mentiras divulgadas pelo ministério da saúde e seus mercenários on-line:

  • Não se conhece os possíveis efeitos adversos que esta vacina pode causar.
Sendo desconhecido todos os efeitos adversos, como então podem concluir que a vacina é segura? Como podem descartar as mortes, abortos e problemas sérios ocorridas após a aplicação da vacina se não conhecem todos os efeitos adversos?

  • A vacina contra o H1N1 utiliza novas tecnologias de produção e adjuvantes
O ministério da saúde vem afirmando, desde o início da campanha, que o processo utilizado na fabricação da vacina H1N1 é o mesmo das vacinas sazonais, e que por isto mesmo a vacina H1N1 seria segura, mesmo que tivesse sido desenvolvida e fabricada em tempo recorde. Nesta nota, o Ministério da Saúde admite que isto não é verdade.


Está na hora do Brasil acordar para o fato de que as autoridades da saúde não estão trabalhando no melhor interesse da população brasileira. Foi ocultado da população durante 7 meses que a vacina poderia causar falso positivo para exame de HIV (esta informação estava disponível no site da GSK desde outubro de 2009). Por uma ironia do destino, a divulgação desta informacão agora prova de forma incontestável que temos sido enganados e que esta vacina pode ter efeitos colaterais desconhecidos. Temos que exigir que todos os casos de efeitos adversos sejam divulgados publicamente, e que todos os casos sérios sejam revistos, já que a política atual é de negar a relação causal da vacina e dos efeitos adversos.


Fontes:
Nota Técnica Nº 02/2010 - GGSTO/DIDBB/ANVISA

Notícias relacionadas :

NÃO DEIXE DE LER TAMBÉM  
http://www.ecocidio.com.br/2010/05/24/a-fraude-do-hiv-evidencias/
Sinto muito, sou grato.
Sou grato ao
http://www.anovaordemmundial.com 
e a todos os que zelam por seu melhor destino e o de seus semelhantes oprimidos e explorados pela MATRIX, a belicosa nova (velhíssima) ordem mundial escravagista.

sábado, 22 de maio de 2010

TERRORISMO / H1N1 E A INDUSTRIA DO MEDO - matéria com atualização em 2016




TERRORISMO / H1N1 E A INDUSTRIA DO MEDO . Atualização 2010 / 2016



Comments (62)


Avatar de - Ir para o perfil
"Que época terrível é esta em que uns idiotas conduzem uns cegos". Disse-nos bem o Shakespeare indignado. 
Desde quando vocês são os donos da verdade? Chamar de terroristas aos cidadãos que se negam aceitar os dogmas e paradigmas da OMC/OMS impostos aos governos submissos e seus respectivos porta vozes ministérios é no mínimo uma comprovação do coeficiente ideológico de vocês em defesa da crônica ausência de saneamento básico, manutenção da ignorância e miséria de um povo tratado como gado fora e dentro dessas milionárias campanhas impostas pelas corporações farmacêuticas e demais corporações mundiais com as quais vocês se contrataram. Vocês tem a midiocracia financiada pelos mesmos remédios e outros fundos a incutir o permanente medo que desbalancea o sistema imunológico e adoece. O mesmo capital que nos mantém na miséria secularmente, agora vem posar de salvador do mundo com essa gripe patenteada e essa vacina mágica necessária para ele mesmo. por que não chegaram com a mesma rapidez à vacina contra o vírus HIV? O que os está impedindo? Falta de dinheiro para pesquisas? Vocês querem enganar quem caras palidas chamando os discordantes de terroristas? Terroristas são vocês que nos mantém permanentemente prisioneiros na miséria e no nada para lucros e propósitos inconfessos. Se vocês estivessem preocupados com o povo já teriam recebido o mesmo fim que recebeu o governo polonês por defender seu povo dessas imposições ditatoriais. Ou já estamos vivendo a ditadura global? 
 
Sinto muito, sou grato. 

A mente aberta está desafiando o que nos mantém escravos presos no nada, longe da criadora verdade infinita. Comece a grande mudança do mundo agora, por você mesmo.

P.S. "Nunca se esqueçam que tudo o que Hitler fez na Alemanha foi dentro da lei."  Mather Luther King

Se quiser saber mais H1N1...
http://infinitoaldoluiz.blogspot.com/2010/05/e-o-silencioso-genocidio-continua.html

Atualizações 2016


Jim Carrey e Robert De Niro, na mira, 
devido a polêmica anti-vacinas nos EUA 


quarta-feira, 19 de maio de 2010

ENTREVISTANDO Dr EDUARDO ALMEIDA


É com grande satisfação que publicamos esta entrevista com o Dr. Eduardo Almeida cuja contribuição para o nosso trabalho tem sido relevante, porque como evidenciam as respostas abaixo, afirma que "não existe uma só medicina, mas várias medicinas e sistemas médicos, uma vez que temos várias culturas e uma pluralidade imensa de pensamento na evolução da humanidade". Assim ele fala dos limites da doutrina médica oficial e indica possíveis caminhos já disponíveis para a superação.

1) Como o senhor tomou conhecimento da medicina biológica alemã e o que o motivou a trabalhar nesta área?

R: Comecei como médico alopata clássico. Depois de algum tempo conclui sobre os limites da alopatia e o seu grau de toxicidade. Percebi que o médico havia perdido seus recursos terapêuticos e tornou-se completamente dependente da indústria farmacêutica. O médico se preocupa basicamente com o diagnóstico e deixa a terapêutica para a indústria farmacêutica. Como a terapêutica é a ação médica que interessa ao cliente, pois esse último está interessado na sua melhora e não em nomes de doenças, resolvi trilhar pelo caminho amplo da terapêutica médica ao assumir que a alopatia não seria o único. Saí em busca de todo o patrimônio terapêutico disponível. Contatei as medicinas anciãs como a Chinesa e Ayurveda e cheguei até a medicina biológica alemã. Nessa linha escrevi o livro: “As Razões da Terapêutica” – Empirismo e Racionalismo na medicina” publicado em 2002.

2) O senhor é enfático q uando lhe perguntam "qual é a sua especialidade" em responder: " trato de gente, não de doença". Explique sua posição.

R: Doença não existe. Doença é uma abstração. A medicina oficial é uma medicina centrada na doença, ou seja, o seu objeto é a doença. Um objeto de conhecimento é construído pelo próprio conhecimento. A medicina oficial constrói a doença e lhe dá vida (doença como entidade específica). Assim ela se relaciona com a doença - sua criação (relação médico - doença) que é uma generalidade, pois ela não tem instrumental para acessar ao indivíduo. Ora, o que existe e é real é o indivíduo doente, portanto trato pessoas doentes e tento valorizar ao máximo os aspectos da individualidade, pois não existem dois indivíduos iguais nesse mundo.

3) Quais foram as causas do afastamento da medicina da noção de vida e natureza? Onde teve início o elo perdido da medicina?

R: Quando ela assumiu o reducionismo químico e incorporou na sua terapêutica o uso exclusivo das substâncias químicas estranhas ao organismo (alopatia) na segunda metade do séc. XIX.

4) Houve um tempo em que a medicina não era considerada uma área das ciências, tanto que muitas das suas maiores descobertas não foram feitas por médicos, mas por artistas, como Leonardo da Vinci e Michelangelo. O senhor aborda a medicina como arte, assim como era no passado, mas teve formação acadêmica voltada para a medicina enquanto ciência. Como é praticar uma medicina não convencional vivendo num sistema convencional?

R: Não existe ciência que possa dar conta do ser humano. Um sistema vivo extremamente complexo tanto em termos biológicos do corpo físico, quanto nos seus demais corpos, sejam os sutis (bioelétrico, mental, vital, anímico) seja em termos culturais (corpo social, corpo familiar). Que ciência dá conta de tudo isso?? Somente a arte pode articular as várias instâncias do conhecimento humano e colocá-los em termos de uma doutrina médica. O médico terá que buscar esses conhecimentos nas várias ciências, mas também na tradição cultural, nas religiões, nos poetas, nos artistas, etc.

5) É possível haver uma zona de convergência entre as duas visões, ou elas são completamente divergentes?

R: Claro que é possível. Todo conhecimento deve ser colocado a serviço do alívio do sofrimento humano e a alopatia é um instrumento importante. O problema é o discurso hegemônico da alopatia e sua trajetória de perseguição e caça às bruxas.

6) Com que princípios trabalha a medicina biológica alemã? Qual a diferença da medicina biológica, natural e integral? É tudo a mesma coisa?

R: A medicina biológica alemã nasce da dissidência médica quando a medicina cai no reducionismo químico mecanicista. A MB dizia que o organismo humano não pode ser reduzido aos processos químicos. Ele é um sistema biológico de alta complexidade e que a medicina deveria dar suporte aos grandes processos biológicos que acontecem no organismo, e que mantêm a vida. Não é por acaso que os médicos biológicos de hoje chamam a sua medicina de medicina de suporte à vida. A medicina biológica busca ser natural e integral. Tais nomenclaturas tendem a acentuar determinado aspecto da prática.

7) O senhor fala dos malefícios da poluição eletromagnética das antenas, das freqüências de FM, do microondas, do celular, de todos os aparelhos wireless (sem fio), mas como não usá-los num mundo tecnológico como o de hoje? E aqueles que trabalham com isso, como podem se proteger de influências nocivas a sua saúde?

R: Não tenho solução de como evitá-los. O problema é que a medicina e a biologia clássicas centradas na química dizem que as radiações não térmicas não causam problemas, ou na melhor das hipóteses dizem que não existe nada provado. Ora, o organismo vivo é um sistema completamente regulado por processos eletromagnéticos. Como que a poluição eletromagnética não influencia esse organismo?? Pesquisas revelam que 1 minuto de uso de telefone celular já é capaz de afetar a barreira hematoencefálica, que é um mecanismo fundamental para o funcionamento cerebral. Poderíamos reduzir o uso do telefone celular, usá-lo apenas em emergências, mas o que estamos vendo é uma mudança radical para o mundo wireless, e tudo que é wireless provoca poluição eletromagnética. Como as pessoas não têm informação sobre isso, elas optam com tanta facilidade para telefones sem fio, mouse e teclado sem fio, bluetooth, etc..

8) No Brasil não temos a cultura da prevenção, mas sim a da emergência. Como disseminar os princípios de retorno à natureza, ao não imediatismo da ''''empurroterapia'''' das farmácias, para uma população carente e ignorante de novos horizontes em relação a área de saúde?


R: Melhorar os níveis educacionais e de consciência das pessoas. Uma sociedade sem informação é uma presa fácil para as farmacêuticas. Ainda achamos que consumir remédios químicos é sinal de progresso social.

9) O senhor diz no livro "O Elo Perdido da Medicina" que se não trabalhar com a causa do processo não há cura. Explique melhor essa colocação.

R: A medicina não trabalha com a causa e sim com a conseqüência - a lesão. O foco central da medicina é a lesão do órgão ou tecido, daí ela classifica a lesão e dá um nome de doença. Mas, está implícito nesse pensamento que a lesão é a sede e a causa da doença. Mais do que isso, a lesão é a própria doença. Ora, quais foram os fatores responsáveis pelo aparecimento da lesão? Isso a medicina oficial nunca pergunta. Se você não atua na causa como pode curar.

10) Por que o senhor considera as doenças crônicas (obesidade, diabetes, hipertensão, câncer, arteriosclerose, artrose) como doenças da civilização?

R: Essa é a classificação epidemiológica da OMS e seus países membros. As doenças crônicas representam hoje 90% do adoecimento humano, e a medicina oficial é completamente desequipada para abordá-la. É fácil compreender isso. A medicina oficial é também chamada de medicina heróica salvadora de vida, pois a sua grande habilidade está na abordagem do paciente lesional. Aqui ela está em casa, ou melhor essa casa é o hospital, local de doentes lesionais. Os doentes crônicos não estão em hospitais, estão vivendo suas vidas com uma série de limitações. Dar remédio para controlar a pressão na hipertensão arterial seria um pequeno aspecto do problema como se fosse a ponta do iceberg. Está se atuando na periferia do processo. O que está acontecendo nesse organismo que fez elevar a pressão arterial ?? Ninguém faz essa pergunta. Para mim hipertensão arterial é quase sempre sobrecarga (os vários tipos de stress) do organismo, que leva a desequilíbrios chamados catabólicos degenerativos. É o processo catabólico degenerativo (dinâmica do metabolismo celular) que deve ser abordado preferencialmente.

11) Foi na Alemanha, durante a Revolução Industrial com suas grandes tinturarias e seus corantes, que a medicina se rendeu à química em detrimento da biologia ao identificar os diversos germes pelo uso das cores. Não é curioso que nos séculos XX e XXI seja exatamente na Alemanha que tem início a retomada de uma medicina biológica? Como o senhor entende a origem de dois processos distintos partindo em épocas diferentes exatamente no mesmo país?


R: Essa é a dialética que acontece em qualquer processo. A contradição do reducionismo químico foi muito melhor percebida no seu berço do que num outro país da periferia da dinâmica produtora daquele conhecimento agora hegemônico.

12) O senhor disserta sobre os malefícios que a ''''big farma'''' produz ao organismo e credita a causa de muitas doenças à toxicidade produzida pelo uso abusivo e desnecessário de medicamentos por conta do poder econômico e político que essa indústria exerce sobre a sociedade. Como enxergar uma saída deste cenário? Onde as terapias complementares entrariam na quebra deste circuito?


R: Eu devo simplesmente emitir os pontos de vistas de um estudioso do campo, que busca ampliar os horizontes médicos. Cabe aos agentes sociais se apropriarem dessas idéias e as viabilizar no pequeno ou no grande espaço social. A medicina é um sistema cultural. A medicina oficial é a medicina adequada para a sociedade materialista, consumista, egocêntrica, antropocêntrica, imediatista e sem qualquer vínculo com a vida e a natureza. Basta mudar o foco que o anacronismo surge logo. Por exemplo, ao invés do principio antropocêntrico e cartesiano migrássemos para o princípio biocêntrico, ficaria claro que a medicina oficial seria um retrocesso.

13) Como trouxe credibilidade ao seu trabalho vivendo dentro de uma medicina oficial que pensa na doença e não na vida? Fez palestras, cursos, enfim, como se deu a conhecer? Sofreu represálias?

R: Fiz uma carreira respeitável na medicina oficial e, assim, assumi legitimidade para falar dos dois campos. O que frequentemente assistimos, é o médico oficial emitir suas opiniões, quando está falando das medicinas alternativas, sobre algo que nunca estudou, nunca viu ou teve experiência, ou no mínimo parou para observar a prática. Simplesmente afirma que tal prática não tem sustentação científica, como se a medicina fosse a guardiã da ciência. Nada mais equivocado e preconceituoso. Exprime a ideologia cientificista tacanha de um discurso que pretende estabelecer hegemonia entre sistemas culturais.

14) O que é um organismo em equilíbrio e saudável?

R: A OMS diz que saúde é o perfeito bem estar físico, mental e social. É uma definição absolutamente abstrata e não operacional, portanto muito criticada. Prefiro admitir o ser humano como um sistema complexo em processo permanente de interação, onde saúde seria a capacidade desse sistema interagir e produzir respostas integradoras. A saúde seria um processo dinâmico. Você pode estar saudável agora e acontecer um grande trauma na sua vida e você não ter condições de processá-lo e adoecer. Aqui a doença deve ser vista como a melhor resposta que seu organismo foi capaz de elaborar e a abordagem médica deve considerar esse fato básico e não achar que uma vez dado o nome da doença está resolvido o problema.

15) Acredita no poder da autocura?

R: Claro que eu acredito. Todo médico deve ter a humildade e se reverenciar diante do organismo humano. Se ele assim o fizer saberá que quem cura é o organismo e a natureza. Mark Twain com perspicácia já havia percebido isso quando disse: “Deus cura e o médico manda a conta”.


Caro Dr Eduardo Almeida, somos muito gratos.


NÃO DEIXE DE VER TAMBÉM

http://infinitoaldoluiz.blogspot.com/2010/05/cacadores-de-virus-do-hiv-as-epidemias.html


http://infinitoaldoluiz.blogspot.com/2010/05/e-o-silencioso-genocidio-continua.html

O MINISTÉRIO DA SAÚDE DESINFORMA, ME ADVERTE E EU RESPONDO


RECEBI TAMBÉM POR E-MAIL ESTA ADVERTÊNCIA QUE FOI POSTADA NOS COMENTÁRIOS DA MINHA POSTAGEM ANTERIOR À ESTA.Blogger

Ministério da saúde disse...

O Ministério da Saúde adverte que os e-mails que estão circulando na Internet contrários à Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza H1N1 trazem informações falsas que não condizem com a realidade. Além de serem prejudiciais à saúde pública do país, eles tratam de especulações. Não é verdade. O fato é que mais de 300 milhões de pessoas já foram vacinadas com esta vacina no Hemisfério Norte, sem qualquer efeito colateral grave. A vacina é eficaz, segura e protege a população. E-mails e boatos irresponsáveis como esses ocorrem em todas as campanhas realizadas pelo mundo. Fato semelhante ocorreu no Brasil, durante a Campanha Nacional de Vacinação contra a Rubéola. Naquela época, circularam na internet boatos de que, ao invés de imunizar a população, o Governo brasileiro pretendia esterilizar as pessoas em idade reprodutiva para fazer controle de natalidade. Mas, felizmente, a campanha foi um sucesso e o Brasil está prestes a receber o certificado de País Livre da Rubéola e da Síndrome da Rubéola Congênita. Graças às campanhas de imunização, o Brasil também está livre da Poliomielite e da Varíola. Teorias de conspirações como essas servem apenas para provocar pânico na sociedade. O Ministério da Saúde orienta que, ao receber um e-mail com igual teor, encaminhe a todos os destinatários esta resposta oficial, para que informações falsas não possam tomar maiores proporções, prejudicando o funcionamento de campanhas importantes à saúde dos cidadãos. Para obter informações verídicas sobre a campanha, acesse canais oficiais como o Portal da campanha do Ministério da Saúde www.vacinacaoinfluenza.com.br ou o site da Organização Mundial de Saúde (OMS) www.who.int. Em caso de dúvidas: fernanda.scavacini@saude.gov.br


19 de maio de 2010 03:02
O ministério da saúde contratou dezenas de pessoas para invadirem blogs e redes sociais tais como orkut e facebook, com o intuito de divulgar as desinformações do ministério da saúde e tentar desmentir quaisquer verdades que sejam ditas on-line. Alguns deles assinam como representantes do ministério da saúde, como esta fernanda.scavacini@saude.gov.br, e outros tentam se passar como pessoas comuns.
Em maio de 2009 o Ministério da Saúde já havia contratado 8 pessoas especialmente para "responder boatos na internet sobre a gripe suína" em cerca de 400 blogs e redes sociais como orkut e twitter. Mais recentemente eu lí uma notícia de que mais pessoas haviam sido recrutadas para despejar desinformação na internet, mas não consegui achar mais a fonte de tal notícia. Se você souber, por favor informe através dos comentários.
Excluir
  A nova (velhíssima) ordem mundial escravagista sob o eufemismo de globalização, "invisível aos desatentos" do sistema vigente, escraviza, mente, corrompe, droga e mata; não antes de auferir obscenos lucros com nosso adoecimento por eles mesmos planejado.

Blogger Aldo Luiz disse...


Pois é Fernanda, não há teoria, não há dúvida, há conspiração mesmo. Faça sua (triste) parte, repetindo mecanicamente o que os senhores do mundo mandam, está bem, você é paga para isso, não é paga para raciocinar ou contestar o sistema escravista no e do qual qual você também é vítima. Eu faço minha parte como ser humano que se reconhece ainda livre para pensar e falar, ou não? Os fatos e as evidências estão aí para quem quiser raciocinar... Antes de postar estas mensagens como uma máquina de programa repetidor, estude os textos postados na internet, veja os vídeos postados. Não faça maquinalmente o que te mandam fazer. Use o pouco da humana liberdade "democrática" que nos resta para pensar fora da MATRIX. Não se transforme em um número num computador da casa grande, não se deixe desumanizar, você certamente é jovem e a sua vida é sua, nenhum governo vai fazer isso por você mesma. Os governos são obrigados a fazer o que a OMC e a OMS mandam, está nos contratos que assinaram à nossa revelia, os governos que tomam atitudes autônomas como o da Polônia, por exemplo, são eliminados da face do planeta sumariamente.
   Sou um ser humano com idéias próprias, não sou gado no curral da NOVA ORDEM MUNDIAL ESCRAVAGISTA. Vocês não podem, com sua midiocracia nos obrigar a vacinações genocidas e desnecessárias PARA OS SERES HUMANOS como esta H1N1.
Ou JÁ estamos Às portas da ditadura global?         
      PARA ILUSTRAR A "TEORIA" DA CONSPIRAÇÃO  
De acordo com a 16ª RS, é a primeira vez que uma pessoa imunizada contra a Gripe A contrai a doença na região Paciente foi vacinado contra a nova gripe em abril A 16ª Regional de Saúde (RS) confirmou hoje que uma das pessoas infectadas pelo vírus H1N1 na região já havia tomado a vacina contra a nova gripe. Um homem de 30 anos, possivelmente portador de doença crônica, foi vacinado no dia 20 de abril e passou a apresentar sintomas da Influenza A cerca de 15 dias depois. O paciente é de Arapongas. É a primeira vez que uma pessoa imunizada contrai a doença na região.
SAIBA MAIS SOBRE A H1N1 E A VACINA EM:         http://infinitoaldoluiz.blogspot.com/2010/05/e-o-silencioso-genocidio-continua.html http://infinitoaldoluiz.blogspot.com/2010/05/cacadores-de-virus-do-hiv-as-epidemias.html http://dralessandroloiola.blogspot.com/2010/04/vacina-contra-h1n1-noticias-direto-do.html 19 de maio de 2010 10:44 A mente aberta está desafiando o que nos mantém escravos presos no nada, longe da criadora verdade infinita. Comece a grande mudança do mundo agora, por você mesmo.

terça-feira, 18 de maio de 2010

Colômbia: Estado de Terror em Nome da Paz

O H1N1 criado e patenteado, e, sua vacina genocída, estão na TV tentando ocupar pelo eterno medo a atenção de midiotizados corações e mentes, enquanto isso...

Colômbia: Estado de Terror em Nome da Paz



18.Mai.10 :: Colaboradores
James 
PetrasNo texto que hoje publicamos, o autor, James Petras, desmascara a política informativa de formatação das mentalidades e de inversão de valores éticos que se generalizou nos media: “A primeira vítima de um estado de terror é a corrupção da linguagem, a invenção de eufemismos, onde as palavras significam o seu oposto e os slogans ocultam crimes graves.”

Introdução
A primeira vítima de um estado de terror é a corrupção da linguagem, a invenção de eufemismos, onde as palavras significam o seu oposto e os slogans ocultam crimes graves. Já não há um consenso mundial de condenação dos crimes contra a humanidade. Isto porque os crimes em massa e assassínios garantem a segurança dos «investidores», porque os índios são expropriados para que as minas possam ser exploradas, os trabalhadores do petróleo desapareçam de modo que o petróleo possa correr, e a imprensa financeira internacional louva o êxito do «el Presidente» por ter «pacificado o país».
Quando os narco-presidentes são abraçados pelos líderes da América do Norte e da Europa, é evidente que os criminosos se tornam respeitáveis e os respeitáveis passam a ser criminosos.
Mas outras vozes de outras regiões põem na justiça os criminosos de guerra, passados e presentes. Na Argentina, os generais dos desaparecidos têm passado os seus últimos anos por detrás das grades. Em Espanha, no Dubai e noutros lugares foram emitidos mandados de prisão contra comandantes militares israelitas. Tony Blair, cúmplice no genocídio de Bush no Iraque, foge de ser preso na Malásia pelos seus crimes de guerra. A Colômbia, os Estados Unidos e Israel, estão sós na Assembleia-Geral das Nações Unidas, condenados, mas ainda não estão a ser julgados. Os seus dias de impunidade estão a chegar ao fim. Guerras sem fim, corrupção por toda a parte, extensas falcatruas financeiras - podridão interior - estão a corroer as fachadas exteriores do poder militar.
Escritores e intelectuais têm um papel a desempenhar na aceleração deste processo, expondo as mentiras que sustentam as máquinas da morte.
Continuemos.
Mentiras dos Nossos Tempos
Doutrina de Segurança Democrática (nem democrática nem para segurança pessoal):
A corrupção da linguagem acompanha qualquer grande crime político. A noção de «Segurança Democrática» não é excepção. No actual contexto colombiano, assassinar líderes de movimentos sociais para garantir a reeleição de um partido de assassinos políticos é democrático. «Segurança» é o eufemismo para cemitérios escondidos, de sepulturas não assinaladas, de pessoas sem nome. «Liberdade dos Media» existe quando anuncia solenemente outro «importante triunfo militar»…, o assassínio de camponeses desarmados a trabalhar nas suas terras.
Os economistas são «peritos» quando proclamam que a economia está a crescer… só o povo é que sofre. Os políticos são «estadistas» quando declaram que estão «com o povo» - excepto para os 4 milhões expropriados à força e os 300.000 membros das famílias dos mortos e desaparecidos; os mortos e os expropriados estão ainda para apreciar aquele que afirma que «está com o Povo.»
Quando «el Presidente» declara que a guerra é paz, militarização é segurança, desigualdades são justiça social: só aqueles que não conseguem compreender estas Verdades Oficiais é que receiam que lhes batam à porta à meia-noite.
A Definição Oficial de Terrorista
É uma pessoa ou pessoas que não compreendem que o caminho para a paz é através de biliões gastos em aviões de combate, navios com helicópteros, bases militares e a subcontratação de conselheiros militares e mercenários.
Inimigos das conversações de paz
Segundo o «el Presidente», estes grupos dos direitos humanos que se opõem à matança dos adversários e que propõem diálogos em vez de monólogos são os inimigos da paz; só os monólogos asseguram que há só uma «verdade oficial».
O Preço da Prosperidade
Segundo o «el Presidente» e o Fundo Monetário Internacional (FMI), a pobreza, o desemprego e os baixos salários são o preço a pagar pela democracia e a prosperidade… mas apenas os trabalhadores e os camponeses é que pagam o preço e só os ricos é que prosperam.
Uma Original Definição de Soberania
Segundo o «el Presidente», ceder território a uma potência imperial estrangeira para construir sete bases militares regidas pelas suas própria leis e jurisdição é a nova definição de soberania. Soberania igual a ocupação estrangeira.
Nova Definição de Subversão
Segundo o «el Presidente», acordos humanitários e iniciativas de paz são pretextos para a subversão; os seus defensores sabem imediatamente que serão rejeitados pelo Estado. Em vez disso, desumanizar o inimigo e os defensores da paz, facilitar o bombardeamento das aldeias subversivas, os «verdadeiros» inimigos da paz.
Louvor e Condenação

O que nos diz acerca de um Presidente que é condenado por todos os grupos de direitos humanos e movimentos sociais e louvado por toda a imprensa financeira e instituições militares?

Um Presidente de Recordes Mundiais
Não há qualquer dúvida que o Presidente Uribe deve ser inscrito no Livro dos Recordes Mundiais do Guinness.
Recordes Mundiais
«El Presidente» é apoiado por mais narco-congressistas do que qualquer outro Presidente ou Primeiro Ministro a nível mundial (incluindo o Afeganistão).
«El Presidente» dirige a deslocação de mais pessoas (4 milhões de refugiados) no tempo mais curto (8 anos) do que qualquer outro Presidente a nível mundial (Israel levou meio século).
«El Presidente» concedeu mais bases militares aos EUA do que todos os presidentes juntos da América Latina. «El Presidente» dirigiu a matança de mais activistas sindicais e líderes do que qualquer outro líder mundial (1.500). Por cada morte e expropriação, o Presidente Uribe merece um novo galardão, o Prémio Ignóbil.
Mas ele não está só. Três Presidentes dos EUA, Democratas e Republicanos, Clinton, Bush e Obama concederam biliões de dólares em armamento e centenas de conselheiros para a promoção de 30.000 narco-assassinos dos esquadrões da morte e 300.000 soldados que são os autores das realizações de Uribe nos «recordes mundiais».
É preciso lembrarmo-nos e castigar os crimes passados e presentes contra a humanidade, mas há que ir em frente na procura do diálogo com aqueles que desejem, porque eles são a maioria, que acreditam na paz através da Justiça.
* James Petras, Professor da Universidade de Nova Iorque, é amigo e colaborador de odiario.info.
Tradução de João Manuel Pinheiro
Related Posts with Thumbnails